24.5 C
Santo Antônio de Jesus
quinta-feira, 30 junho, 2022

Covid-19: Santo Antônio de Jesus é única cidade entre as 20 mais populosas sem casos

Relacionados

 

Na Bahia, são 306 cidades sem casos confirmados da doença Foto: Divulgação

As vinte cidades mais populosas da Bahia agrupam 1.721 dos 1.979 casos do novo coronavírus (Covid-19) registrados no estado até às 17h da última sexta-feira (24), segundo boletim da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) . Destas, apenas Santo Antônio de Jesus não possui infectados. De acordo com a secretaria de saúde do município, a cidade possui 25 casos descartados da infecção pela doença e outras quatro suspeitas.

O motivo para a cidade ser uma exceção dentre o grupo é o trabalho de prevenção realizado de forma antecipada pela secretaria de saúde do município. De acordo com o gestor da pasta, Leandro Lobo, que também é médico emergencista e oftalmologista, a secretaria começou a formular ações de combate ao vírus entre o final de 2019 e o começo deste ano.

“Santo Antônio de Jesus fez uma política de forma adiantada. Quando observamos o movimento dos vírus, começamos a pleitear estratégias para evitar aglomeração e informar sobre a doença. Na virada do ano, montamos a estratégia para a vacinação de casa em casa”, disse o secretário de saúde.

Em 23 e 24 de março, todos os idosos da cidade foram vacinados para H1N1. O serviço foi feito em domicílio e utilizou toda a frota de veículos da secretaria e do poder público municipal. “Antes da campanha se encerrar, cumprimos a meta vacinal em 100% e continuamos vacinando”, afirmou Lobo.

Os idosos da cidade também vão receber colírios e outros medicamentos necessários em casa para evitar que eles precisem andar pelas ruas para comprar os remédios.

Em 11 de março, a Organização Mundial de Saúde decretou a pandemia do coronavírus. Um dia depois, em 12 de março, a secretaria de saúde de Santo Antônio de Jesus se reuniu com a sua equipe visando estabelecer um protocolo para atender os pacientes com a doença, estabelecer os fluxos de encaminhamentos e formas de lidar com o atendimento na saúde da família.

“No turno da manhã, as unidades de saúde da família recebe pessoas com sintomas respiratórios. Pela tarde, são atendidos os outros casos. Isso foi pensado para ser mais uma proteção para o profissional da área e para os pacientes. Também aumentamos o prazo de validade das receitas, que passou a ser de 60 dias”, relatou o secretário.

As aulas das faculdades, universidades, cursos e escolas da rede municipal e privada da cidade foram suspensas por 15 dias em 17 de março. As instituições continuaram fechadas e, em 15 de abril, a medida foi prorrogada por mais quinze dias.

“Na semana seguinte a classificação da pandemia, paralisamos as escolas e apresentamos um plano para que os alunos tenham aulas em casa. As crianças podem ser assintomáticas e transmitir o vírus em casa. Com a medida, percebemos que houve uma redução no número de crianças na rua”, explicou o secretário.

O comércio da cidade também foi fechado de forma preventiva em 23 de março. Na data, um decreto da prefeitura determinou a suspensão do comércio, do funcionamento de indústrias e serviços por 15 dias. As únicas exceções eram: mercados, bancos, indústria de alimento e fármacos, farmácias, distribuidoras de gás, postos de gasolina, hotéis, laboratórios, clínicas e hospitais. Correio

Nenhuma descrição de foto disponível.

spot_img
spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

+ Notícias

ENTIDADES EMPRESARIAIS DE SAJ FINALIZAM MAIS UMA CAMPANHA DE PRÊMIOS DE SUCESSO

Esse ano de 2022 a expectativa do comércio com os festejos juninos começou desde abril, o clima de São...