24.5 C
Santo Antônio de Jesus
terça-feira, 26 outubro, 2021

Advogada explica ação na justiça que pede anulação do resultado da eleição de S. A. de Jesus: “abuso de poder econômico”

Relacionados

Foto: Divulgação

A coligação do prefeito Rogério Andrade (PSD), “A Força do Trabalho” realizaram uma ação de investigação judicial pedindo anulação da eleição de 2020 em Santo Antônio de Jesus, alegando abuso de poder econômico para compra de votos.

Em entrevista a Andaiá FM, a advogada Andreia Prazeres contou sobre a ação, “se evidenciou em Santo Antônio de Jesus um forte movimento de cooptação de votos para as candidaturas proporcionais, as pessoas exibiam mercadorias nas redes sociais. A Polícia Federal que fiscaliza o pleito, teve o conhecimento de algumas provas, que evidentemente foi levado ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), e ao fim do período da eleição conseguimos um robusto acervo probatório para entrar com uma ação de investigação judicial. A gente conseguiu provas robustas de que durante todo o período eleitoral houve em Santo Antônio de Jesus uma gama de empresários e pessoas que aderiram a candidatura de oposição à coligação “Força do Trabalho” e outras, para cooptar votos”, disse.

A Drª. Andreia contou ainda que o caso de abuso de poder econômico se estende a vários outros crimes, que estão sendo investigados pela Polícia Federal, “no Estado da Bahia há operações e investigações que trabalham com a questão de lavagem de dinheiro e crimes tributários, onde esses crimes caminham juntos no período eleitoral. O dinheiro que está solto, sem passar pela Receita Federal, também passa despercebido pela Justiça Eleitoral, até se ter uma prova. Conseguimos ter provas dessa corrupção e levamos para a Justiça Eleitoral, e esta ação vai caminhar. Temos muitas testemunhas e provas, é robusta esta ação. Eu entendo que o resultado vai ser favorável a nossa reivindicação, que será a anulação da eleição de Santo Antônio de Jesus. Isto é um caminho longo, sabemos que sai daqui da zona, vai para o TRE, TSE, diversas esferas, mas a Justiça Eleitoral estabeleceu um prazo limite para as ações tramitarem”, falou.

A advogada pontuou também, que além de abuso de poder econômico, outros ações estão sendo investigadas, “não podemos acreditar de que se há ao menos um indício forte ou prova, que houve uso do poder econômico na eleição, essa seja uma eleição lícita. Como não foi uma eleição onde a vontade do eleitor foi totalmente livre, ela pode ser reivindicada. Ainda temos outras ações sobre a regularidade da eleições de Santo Antônio de Jesus, o comportamento da força partidária e eleitoral que ganhou o pleito”, esclareceu.

Fonte: Voz da Bahia

spot_img
spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

+ Notícias

Petrobras reajusta mais uma vez preços da gasolina e do diesel; VEJA

A Petrobras vai reajustar mais uma vez os preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras. Segundo comunicado...