24.5 C
Santo Antônio de Jesus
terça-feira, 22 junho, 2021

Prefeito de Feira de Santana anuncia que não terá micareta na cidade em abril e planeja aulas online em fevereiro

Relacionados

Última edição da Micareta de Feira, em 2019 — Foto: Alan Tiago Alves/G1 Bahia

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), disse nesta quarta-feira (27), que não existe a possibilidade da realização da tradicional micareta da cidade, no mês de abril, por causa da pandemia do coronavírus. O gestor também falou que planeja o retorno das aulas em fevereiro no sistema online.

As declarações foram feita durante uma coletiva de imprensa virtual. Ao anunciar que a Micareta de Feira de Santana, que sempre acontece no mês de abril, seria adiada pela segunda vez por causa do coronavírus, Colbert Martins contou que a festa só pode ser pensada quando a cidade conseguir vacinar pelo menos 50% da população.

“Quanto a questão da micareta, abril não vai ter, não há forma nenhuma. Nós só vamos começar a ter possibilidade de pensar nesse assunto assim que nós tivermos, no mínimo, essa situação delimitada, delineada. Isso acontece quando uma cidade tem, pelo menos, 50% de pessoas vacinadas”, disse o prefeito Colbert Martins.

Será o segundo ano consecutivo em que a Micareta de Feira de Santana não acontece. Em 2020, a festa seria realizada de 23 a 26 de abril. Há registros de carnavais em Feira de Santana de 1891 até a década de 1940 e a micareta só havia sido suspensa em duas ocasiões: a primeira na década de 40, durante a Segunda Guerra Mundial, da qual alguns soldados feirenses também participaram, e a outra em 1964, por causa do golpe militar.

Ainda na coletiva, o prefeito falou sobre a volta das aulas. Colbert Martins afirmou que a prefeitura está preparada para autorizar o retorno das atividades e que vai defender a necessidade das aulas híbridas (metade presencial e a outra online) quando for necessário.

“Nós estamos prontos para iniciar o primeiro semestre de 2020 agora em 2021 online. Temos todas as condições para fazer isso agora em fevereiro. Depois estaremos defendendo a necessidade do retorno híbrido, semipresencial quando for possível e quando for necessário”, explicou.

Variantes
O prefeito Colbert Martins também comentou que prefeitura investiga a presença da variante da Covid-19 identificada originalmente no Brasil em Feira de Santana.

“Feira de Santana tem relações muito próximas com norte do país, até porque de Belém para Feira tem ônibus, ligação aérea e ônibus diário. Então nós temos possibilidade de ter a perspectiva de que essas transmissões possam estar acontecendo”, disse.

Colbert Martins revelou que algumas amostras de testes do tipo PCR foram levados para análise na Universidade Federal da Bahia (Ufba).

“Nós estamos pesquisando, nós acolhemos PCRs e já se encontra na Universidade Federal da Bahia para estudos dos vírus correspondentes a retirada de pessoas com gravidade em setor público como também no setor privado”, contou o prefeito.

Fonte: G1 Bahia.

spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

+ Notícias

Vídeo: Lote de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil nesta terça-feira(22)

O primeiro lote de 1,5 milhão de doses da vacina contra a covid-10 da Janssen, unidade farmacêutica da Johnson...