24.5 C
Santo Antônio de Jesus
quarta-feira, 28 julho, 2021

João Roma reúne 34 prefeitos de toda região e mostra força política na disputa ao Governo da Bahia

Relacionados

O Ministro da Cidadania (Republicanos-BA), João Roma esteve na manhã deste domingo (20), participando de um encontro com lideranças políticas, na fazenda do ex-prefeito Rosalvinho Sales, em Amargosa, município do Recôncavo Baiano. Estiveram presentes 34 prefeitos de toda região.
Durante o encontro, João Roma fez uma live diretamente com o Presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que não poupou elogios ao Ministro da Cidadania, nome forte para a disputa da sucessão estadual nas eleições de 2022.

“Meus amigos da Bahia, um grande abraço a todos vocês.

Parabéns pela liderança aí do João Roma. Queremos o melhor do Brasil. Ninguém melhor do que eu para expressar o que gostaríamos que acontecesse com a nossa Bahia. Esse estado que é um país. Quem sabe na próxima oportunidade eu me faça presente para conversar com vocês aí. Mas o João Roma é o cara, é o futuro da Bahia com toda certeza”, disse.

Durante seu discurso, Roma falou da importância da Bahia na sua trajetória com homem público e o que esperar dele nessa caminhada. “Todos sabem que estar como Ministro da Cidadania que o braço social do governo Bolsonaro, tem sido o maior desafio da minha vida pública e eu tenho me dedicado com toda atenção e carinho não só para atenuar o sofrimento e melhorar a vida de todos os brasileiros, mas em especial para nossa Bahia, Bahia que me acolheu, Bahia que fortalecer essa nossa caminhada que me fez representante no Congresso Nacional e que hoje cada vez mais anseia por novos espaços, anseia por mais desenvolvimento, anseia por respeito a cada cidadão baiano e baiana, que precisa sim encontrar no estado brasileiro uma mão amiga, que precisa encontrar homens e mulheres de valor que defendam valores, que defendem cada vez mais ação direto na ponta que a realidade do brasileiro que mais precisa”, destacou.
Na oportunidade, o Deputado Federal, João Roma deixou um recado para os prefeitos presentes. “Esse não é o momento de queda de braço político-partidário ou ideológica, esse é o momento nós devemos buscar cooperação, pois é através das nossas ações que as políticas públicas podem sim transformar a realidade da vida do povo e é isso que eu agradeço a cada um de vocês pela presença, independente de especulações de conversas sentido da nossa caminhada política. Nós estamos sem dúvida nenhuma, vivendo um momento crucial para o nosso Brasil onde nós estamos diante de uma transformação da nossa nação e é justamente nesse momento que cabe essa nossa cooperação, pois nenhum país do mundo conseguiu se transformar numa nação respeitada com seu povo dividido.
Esse negócio de dividir a população que fique para trás, nós queremos unir o povo brasileiro em torno de dias melhores. E eu quero que cada um de vocês levem consigo essa mensagem que nós precisamos cada vez mais dar as mãos para que cada um dentro do que possa ser feito, demonstre sim solidariedade, demonstre amor pela Pátria e consiga contribuir para melhoria de vida do nosso cidadão”, afirmou.
Durante entrevista à imprensa, o Ministro da Cidadania falou sobre as preocupações do Presidente Jair Bolsonaro. “É um presidente que gosta do povo, que busca estar em contato com a população e conhece dessa forma o sofrimento que muitos pais e mães de família estão passando, muitas vezes impedidos de correr atrás do sustento de seus filhos. Então eu fico muito feliz de poder cada vez mais aumentar agenda do presidente Bolsonaro trazer mais atenção do governo federal a nossa Bahia e fazer sem dúvida nenhuma a defesa do seu legado que tem sido certamente transformador com ações que estavam se arrastando há décadas no estado da Bahia, como a duplicação da BR-101, como muitas obras de infraestrutura, mas também com ação do governo federal que busca cada vez mais está perto da nossa população que mais precisa”, afirmou.
Sobre as ações sociais no enfrentamento da pandemia, o ministro falou a respeito. “O presidente Bolsonaro quer fortalecer as ações sociais do Governo Federal, por isso me pediu que fizesse uma reformulação dos projetos sociais do governo para que a assistência social. nosso sistema único de assistência social, sirva, além de um anteparo, além de uma tela de proteção para aqueles que mais precisam, também como um grande parceiro para que os nossos brasileiros e brasileiras possam cada vez mais ascender na sua condição de vida tendo melhor qualidade de vida para si e para suas famílias”, ressaltou.
Questionado sobre os desafios enfrentados como Ministro da Cidadania, João Roma como resolvê-los. “A função do homem público é enfrentar os problemas e buscar soluções para melhorar a qualidade de vida da população, além do Ministério da Cidadania, eu me disponho também, com aval do presidente Bolsonaro, a buscar sempre a interlocução com as demais áreas do Governo Federal para que a gente consiga cada vez mais dar a resposta. Esse não é um governo de empurrar os problemas para o lado. Esse é um governo de enfrentar dilemas antigos da população brasileira e buscar a solução para o seu povo”, finalizou.
spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

+ Notícias

INSS: Beneficiários podem receber abono extra de R$ 2 mil

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) poderá oferecer um abono extra de R$ 2 mil para aposentados e...
spot_img