24.5 C
Santo Antônio de Jesus
quinta-feira, 2 dezembro, 2021

Puxado por guindaste, avião que caiu com Marília Mendonça é tirado de área rural e levado para aeroporto

Relacionados

O avião bimotor que caiu com a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas será retirado do local da queda, na zona rural de Caratinga (MG), e levado para o aeroporto de Caratinga, onde deveria ter pousado, já no município de Ubaporanga (MG). Os trabalhos começaram por volta das 9h deste domingo (7) e a previsão é que terminem só no fim do dia.

Por causa do peso, as asas serão cortadas para facilitar o transporte, e o avião será levado em partes.

Em uma primeira etapa da operação, um guindaste ajudou a içar o avião de um ponto ao lado da cachoeira, onde tinha caído, para uma área mais alta do terreno.

Para a segunda etapa, a Polícia Militar informou que será deslocado um helicóptero para auxiliar no procedimento. O helicóptero irá içar os motores do avião para um local próximo dali, de onde o guindaste conseguirá depois sair para ir até o aeroporto.

Segundo a empresa responsável pela retirada da aeronave, a carcaça do avião deve ser levada ao aeroporto por volta das 18h.

Na noite de sábado (6), a aeronave já havia sido retirada da correnteza da cachoeira, onde caíra na sexta-feira (5), e deixada ao lado. A queda aconteceu a cerca de 2 km do aeroporto de destino, após o avião bater em um cabo de distribuição de energia. (Veja abaixo vídeo da retirada do avião da correnteza).

Confira as etapas de remoção do avião:

  • No sábado, foi retirado da correnteza;
  • No domingo, foi puxado para a parte mais alta do terreno por um guindaste;
  • Para facilitar o transporte, as asas foram cortadas;
  • Helicóptero levará as asas e os motores para local próximo;
  • Caminhão com guindaste levará o avião em partes até o aeroporto.

A empresa dona da aeronave, PEC Táxi Aéreo, foi autorizada a recolher os destroços após o trabalho de perícia da Polícia Civil e do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) feito no local do acidente.

Confira as etapas de remoção do avião:

  • No sábado, foi retirado da correnteza;
  • No domingo, foi puxado para a parte mais alta do terreno por um guindaste;
  • Para facilitar o transporte, as asas foram cortadas;
  • Helicóptero levará as asas e os motores para local próximo;
  • Caminhão com guindaste levará o avião em partes até o aeroporto.

A empresa dona da aeronave, PEC Táxi Aéreo, foi autorizada a recolher os destroços após o trabalho de perícia da Polícia Civil e do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) feito no local do acidente.

Confira as etapas de remoção do avião:

  • No sábado, foi retirado da correnteza;
  • No domingo, foi puxado para a parte mais alta do terreno por um guindaste;
  • Para facilitar o transporte, as asas foram cortadas;
  • Helicóptero levará as asas e os motores para local próximo;
  • Caminhão com guindaste levará o avião em partes até o aeroporto.

A empresa dona da aeronave, PEC Táxi Aéreo, foi autorizada a recolher os destroços após o trabalho de perícia da Polícia Civil e do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) feito no local do acidente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img
spot_img

+ Notícias

SAJ: Internauta denuncia venda ilegal de colírio durante mutirão de cirurgias de catarata

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Santo Antônio de Jesus em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde...