24.5 C
Santo Antônio de Jesus
sexta-feira, 21 janeiro, 2022

Quer viajar com economia? Saiba como viajar barato; Veja dicas

Relacionados

Em primeiro lugar, quando o assunto é viajar com a família, não pensamos muito em economizar. Antes de mais nada, queremos fugir da rotina e viver bons momentos com conforto. Mas você sabia que algumas boas dicas podem trazer uma grande diferença no bolso?

Saiba como viajar barato!

Uma passagem mais barata aqui, um hotel mais em conta acolá… são ótimas opções para que você possa economizar um dinheirinho a mais e quem sabe já investir em uma próxima viagem!

Mas não se engane! Economia não é sinônimo de desconforto.

Portanto, vale a pena sempre contar com todas as etapas que envolvem uma boa viagem! Do transporte à alimentação.

De viagens internacionais à viagens nacionais, agora compartilharemos dicas valiosas que poderão te ajudar na busca da viagem perfeita!

Dicas para viajar barato pela primeira vez

É claro que tudo que é novo ao nosso ver assusta. E isso vai de um primeiro dia de aula a uma primeira viagem.

Mas calma, não precisa se assustar. Hoje, com tantos meios tecnológicos e facilidades, viajar ficou mais fácil.

Desde traçar um roteiro à estimar a quantidade de dinheiro que terá em gastos, tudo pode ser predefinido com a ajuda de sites e de agências de viagem.

Seja como for, tanto para viagens nacionais quanto viagens internacionais, recomendamos que sempre tenha uma lista em mãos com detalhes que não se podem esquecer.

Por fim, as preocupações podem ir desde a um destino onde a gastronomia local tem um preço mais elevado, a transporte fora do preço comum. Fique atento e siga algumas de nossas dicas:

1. Pesquisa é importantíssimo na hora de viajar barato!

A princípio, caso seja a sua primeira viagem, os sites serão seus grandes aliados.

Atualmente, muitos motores de busca oferecem pacotes completos, com transporte e hospedagem, além da opção de inserir passeios pagos à parte para a personalização de seu pacote.

Muitas vezes saem mais em conta que fazer tudo de forma separada, pois nestes pacotes já estão inclusos descontos e preços promocionais.

Esteja atento a períodos de baixa e alta temporada. Nas altas temporadas, os preços costumam ficar mais elevados devido as cidades turísticas receberem um número maior de visitantes.

Os períodos de alta temporada são: dezembro, janeiro e julho, e os de baixa temporada são os meses restantes.

2. Compras coletivas

Sites de compras coletivas se tornaram muito populares nos últimos tempos.

Muitas vezes, é mais vantajoso comprar por eles, pois oferecem desconto e cupons com valores muito abaixo do mercado.

A desvantagem é que você poderá viajar apenas entre a data estipulada pelo site, e quase sempre coincidem com o período de baixa temporada.

Mas atenção: esteja atento à inclusão de taxas adicionais não faladas. O maior índice de reclamação é sobre essa problemática.

Além disso, os pacotes muitas vezes são vendidos sem a possibilidade de alteração.

3. O transporte que cabe no seu bolso. Saiba como viajar barato!  

Logo após a escolha do destino, a escolha do transporte será essencial.

Para viagens internacionais ou nacionais, o padrão será o mesmo: esteja atento a estes quatro tópicos: economia, segurança, documentação e aos horários.

Para viagens nacionais, sempre haverá a opção de carro, ônibus ou avião.

Portanto, fique ligado quanto as vantagens e desvantagens de cada um.

Avião

Sempre busque no site das companhias áreas com antecedência sua passagem.

Constantemente são oferecidas promoções relâmpago. Sobretudo, para destinos maiores, vale a pena investir em uma passagem de avião devido às horas de viagem percorridas e ao conforto.

Pode valer muito mais a pena ir de avião ao seu destino, mesmo que de primeira você não note isso. Ponha na ponta do lápis o tempo gasto e a quantidade de variantes como gasolina, por exemplo.  No final das contas, você sairá ganhando.

Por fim, planeje também o valor que você terá que gastar com transporte durante o seu passeio. O avião deixará você em seu destino, no entanto, o transporte pelo local escolhido ficará em sua escolha. 

Alugue um carro após desembarque

A boa notícia é que você poderá fazer um aluguel de carro onde você estiver. Com preços que cabem no bolso e cobrados por diária, escolha o carro que mais será útil à você dentro da data da viagem.

Além disso, você já terá um preço fixo de gastos. Desde jeeps à carros mais comuns.

Os carros alugados são sempre revisados e possuem seguro.

Ônibus

Ônibus costuma ser ideal para trajetos mais curtos e caso o viajante não possua carro. Além disso, poderá escolher opções que se adaptem ao conforto e ao preço, como:

  • Ônibus Convencional: as poltronas são mais comuns e menos reclináveis, ideal para viagens curtas. Nem sempre terão ar condicionado. Na escala de economia, ficam em primeiro.
  • Ônibus Executivo: são indicados para viagens de duração média. Com poltronas mais confortáveis e ar condicionado, em nossa escala de economia de preços, ficam em segundo.
  • Ônibus leito: fazem viagens mais longas ou que são apenas durante a noite. São sem dúvidas os mais confortáveis e indicados para viagens maiores. As poltronas reclinam formando um leito ideal para se deitar. Costumam ter travesseiros e wi-fi. Na escala de economia, ficam em terceiro, pela passagem ser a mais cara.

Compare sempre os preços entre agências de venda de passagens de ônibus, podem variar muito. Podendo pagar menos pelo mesmo serviço, porque não, não é?

Carro

Primordialmente, alugado ou próprio, viajar de carro é sempre uma ótima opção para conforto e segurança! Além disso, é possível economizar.

Algumas dicas podem te ajudar nisso, como: Esteja atento aos horários de viagem. Para rotas de litoral e cidades turísticas, em feriados e férias, costumam ter sempre congestionamentos.

Evitando os congestionamentos, você terá uma redução significativa no gasto de gasolina e força do carro. Opte por viagens no meio da semana (terça-feira, quarta-feira) e fora dos horários de pico, como 15h às 18h da tarde.

Veja caminhos fora de rotas com vários pedágios, mas, atenção com sua segurança. Vale a pena ressaltar também que abastecer em postos de gasolina que variam o preço para menor, pois preço da gasolina costuma ser diferente de Estado para Estado. Faça uma breve pesquisa e procure postos de gasolina com bandeiras conhecidas nacionalmente.

4. A escolha do melhor local

Achar locais com preços em conta para viajar sempre será um desafio. Não abrir mão do conforto e da diversão precisam ser aliados da economia nessa questão.

Nesse sentido, fizemos uma seleção de alguns lugares nacionais e internacionais para você, que deseja viajar barato!

Bento Gonçalves (Serra Gaúcha)

Já se imaginou em uma cidadezinha que preserva o mesmo estilo dos primeiros imigrantes italianos com plantações de uvas e paisagens de cair o queixo? É possível por um preço bem acessível.

Além disso, oferece muitas belezas naturais, e o mais importante, não são pagas para serem vistas.

Encontramos pousadas com média de R$ 175,00 a diária com café da manhã para dois adultos. Passagens aéreas para Caxias do Sul onde fica situado o aeroporto mais próximo de Bento Gonçalves (45 km), ficam em baixa temporada R$ 575,00 o adulto, partindo de São Paulo.

Planeje sua viagem para Bento Gonçalves.

Caraguatatuba (litoral paulista)

Para quem foge do frio e prefere o calor de uma linda praia, também é possível destinos mais baratos para viajar. O litoral Paulista é recheado de praias com paisagens maravilhosas.

Caraguatatuba é uma cidade litorânea que possui várias praias, desde as de mais fácil acesso, às mais difíceis. E o melhor de tudo, é conhecida por ser uma cidade com ótimo custo-benefício.

Encontramos hospedarias com média de R$ 250,00 a diária com café da manhã para dois adultos e com praias a 1,6 km de distância. Como a cidade não possui aeroporto, o trajeto mais viável seria de ônibus ou carro. Passagens de ônibus ficam em média R$ 70,00 o adulto, partindo de São Paulo.

Planeje sua viagem para Caraguatatuba.

Bolívia

Nosso destino internacional para viajar barato em destaque vai para a Bolivia! Com seu maravilhoso lago Titicaca e o salar Uyuni bem famosos, passa a impressão de que é um destino mais salgado para se visitar, e estamos tremendamente enganados. A locomoção pela cidade é super fácil e barata, além dos destinos turísticos serem todos possíveis se acessar de ônibus.

Em suma, encontramos hostels com média de R$ 95,00 a diária com café da manhã para dois adultos e muito bem localizado. Passagens aéreas para Bolívia ficam em baixa temporada R$ 5.000,00 o adulto ida e volta, partindo de São Paulo.

Planeje sua viagem para Bolívia.

5. Dicas para filtrar o melhor preço

O planejamento é essencial para que a viagem ocorra dentro dos gastos previstos. Viagens de última hora e sem organização costumam sair muito mais caras que as antes previstas.

Com a facilidade da internet, hoje possuímos a faca e o queijo na mão na hora de nossas escolhas! Use e abuse dos buscadores de preços na internet. Temos opções para tudo: Passagens de ônibus, passagens de avião, aluguel de carros e hospedagens.

E são inúmeros estilos e precificações de empresas. Para fisgar o cliente, estão sempre oferecendo promoções relâmpago, esteja atento e assine sempre que puder as notificações dos sites.

Uma outra questão também é que atualmente muitos programas de bancos utilizam as milhas como forma de pontos. Verifique se seu banco possui esse programa e troque por milhas, assim você garante um descontinho em passagem aérea e já economiza em sua viagem.

Para viagens de ônibus, fique ligado nos buscadores que também fazem a comparação entre diversas empresas, sendo assim possível identificar a melhor passagem de ônibus, o melhor preço, entre outros.

6. O que procurar fazer para conseguir viajar barato

Epa! Chegamos a parte mais difícil! Economizar durante a viagem. Um lanchinho diferente ali, itens de farmácia cá, um ingresso acolá… e o saldo só vai abaixando sem percebermos.

Aqui, já estamos com tudo organizado e apenas focaremos nos itens mais simples. Sabia que o fato de você levar seus itens de primeiros usos como shampoos, cremes e repelentes podem te ajudar a economizar muito durante sua viagem?

Podemos até duvidar, mas estes itens têm grande impacto no nosso bolso. Cidades turísticas e mais movimentadas costumam ser mais caras em tudo, principalmente em itens que são indispensáveis.

Vale ressaltar também, em caso de viagens de ônibus e de carro, leve sempre um lanche, principalmente quando acompanhado de crianças, para que possa economizar no trajeto aos pontos turísticos.

Além disso, pontos turísticos gratuitos também serão sempre uma boa pedida. Pesquise sempre e pergunte aos moradores locais, pois com certeza saberão dar algumas dicas referentes à segurança.

Compras na viagem

Ufa! Chegamos na melhor parte. É hora de presentear a mãe, a vó e a tia com as lembranças de nossa viagem ou até mesmo comprar alguns itens diferentes de outros locais que juramos estar bem em conta.

Mas calma! Nessa questão o impulso pode ser o pior inimigo do seu bolso. Para viagens internacionais, haverá sempre um limite de compras imposto e vigiado pela legislação Brasileira nos aeroportos.

Atualmente, é aceito ser gasto US$ 500 em compras no exterior, sendo assim, até este limite não será taxado. Caso ultrapasse, a taxa será calculada de acordo com o valor a mais.

Guarde sempre as notas fiscais do que foi comprado, será por meio delas que você terá sua comprovação. Bem como em fronteiras terrestres, as regras também serão as mesmas.

Para saber mais, acesse o site da Receita Federal e esteja atento a todas as regras.

Para viagens nacionais, tenha sempre em mente a quantidade que poderá gastar dentro do seu orçamento, durante o dia. Evite ultrapassa-lo para que não fique em apuros com as contas no final de sua jornada. Por fim, foque e lembre-se que a experiência será mais importante do que o que foi adquirido.

Low Cost

As passagens de avião as vezes são os maiores causadores do desânimo daquela viagem que a gente tanto sonha. Com os preços mais elevados pela estrutura e serviço fornecido, muitas vezes acabam impossibilitando a viagem.

Pensando nisso, as companhias aéreas pensaram em uma proposta que fosse mais viável ao bolso do mero viajante! Os voos LOW COST possuem esse nome por que foram surgindo nos Estados Unidos e significa “baixo custo”.

Nada mais é, que a companhia aérea oferecer o serviço de voo sem os custos adicionais, que tanto acabam encarecendo a passagem.  Viagens convencionais e sem adicionais como refeições, fazem parte de um voo low cost.

Geralmente eles possuem duração mais curta, exatamente por essa possibilidade da retirada de serviços.

Vale muito a pena para o bolso mas dependerá exclusivamente do perfil do viajante! Há quem não abra a mão do conforto adicional pelo preço. Estes voos não oferecem fones, refeições, as poltronas são menores e não há divisão de classes. Mas em compensação, saem de 40% à 50% com preços menores em relação aos convencionais.

Em suma, o Brasil ainda não conta com companhias aéreas Low Cost para voos nacionais. São mais comuns na Europa e muito apreciadas por mochileiros que pretendem economizar na famosa EuroTrip.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

+ Notícias

Quando pais solteiros recebem o pagamento extra do Auxílio Emergencial? Veja

O Auxílio Emergencial já encerrou suas parcelas no último mês de outubro, todavia, recentemente o Governo Federal através de Medida Provisória...