24.5 C
Santo Antônio de Jesus
segunda-feira, 15 agosto, 2022

Empréstimo rápido Caixa de até R$ 4.500; aprenda como solicitar

Relacionados

Caixa Econômica Federal libera aos brasileiros um empréstimo com solicitação tanto pelo aplicativo Caixa Tem como de forma presencial em qualquer agência da estatal. Podem solicitar pessoas físicas ou Microempreendedores Individuais (MEI) que queiram começar ou expandir um negócio. Aqueles com o nome sujo também podem participar.

As operações acontecem por meio do Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores (SIM Digital). A princípio, o crédito foi lançado em mar

No entanto, a medida provisória que estabelece a nova modalidade foi recentemente aprovada na Câmara dos Deputados. Na proposta, está prevista uma subida nos limites oferecidos, que passarão de R$ 1 mil para R$ 1,5 mil e de R$ 3 mil para R$ 4,5 mil. Ou seja, um aumento nos valores do empréstimo Caixa Tem para negativados.

O texto agora segue para o Senado e, se houver o parecer favorável, a medida seguirá para sanção do presidente. Depois disso, os novos limites ficarão disponíveis aos interessados.

Como solicitar o crédito rápido da Caixa?

Atualmente, já é possível solicitar o novo empréstimo rápido da Caixa para quem deseja começar ou ampliar um pequeno negócio. No caso de pessoas físicas, a solicitação é feita pelo aplicativo Caixa Tem. Os juros começam a partir de 1,95% ao mês e o prazo para pagar vai até 24 meses.

Sobre os MEIs, a solicitação de um acordo é feita exclusivamente em agências do banco. Os juros são a partir de 1,99% ao mês e o prazo para pagamento também é de 24 meses. Lembrando que, a respeito dos novos valores, tudo vai depender do andamento da medida provisória.

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

+ Notícias

Revisão do INSS: segurados podem receber FORTUNA em breve: Confira como isso é possível!

A Revisão da Vida Toda do INSS está mais perto de acontecer para aposentados e pensionistas. Recentemente, o Supremo Tribunal Federal...