24.5 C
Santo Antônio de Jesus
quarta-feira, 10 agosto, 2022

Trabalhadores esquecem PIS/Pasep de R$ 3.000; consulte e faça o saque

Relacionados

Caixa Econômica Federal informou que milhões de trabalhadores com direito ao abono salarial PIS/Pasep não foram resgatar o dinheiro, que segue parado no banco. Os recursos têm origem em diversos calendários do programa. São eles: PIS/Pasep ano-base 2019, PIS/Pasep ano-base 2020 e Cotas do PIS/Pasep. Veja como resgatar a seguir!

Abono PIS/Pasep 2020

Dados da estatal mostram que 478.724 trabalhadores ainda não foram resgatar o PIS/Pasep referente ao ano-base 2020. Os valores, que variam conforme a quantidade de meses trabalhados com carteira assinada, podem chegar a R$ 101 (mínimo) e R$ 1.212 (máximo).

As regras de saque exigidas pelo programa são: como ter trabalhado por pelo menos 30 dias com carteira assinada no ano-base ao do calendário, ter recebido a média de dois salários mínimos mensais, ter inscrição no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos e estar com os dados devidamente cadastrados na Relação Anual de Informações Sociais (Rais)/eSocial.

Abono PIS/Pasep 2019

No caso do PIS/Pasep para quem trabalhou em 2019, o valor liberado varia entre R$ 92 e R$ 1.100 (valor do salário mínimo na época). O governo liberou uma nova oportunidade de saque para quem perdeu o cronograma antigo. Agora, o prazo de retirada vai até o dia 29 de dezembro deste ano. A consulta ao saldo é feita pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital.

Já em relação ao saque, ele acontece de duas formas: enviando um e-mail para [email protected], substituindo as letras “uf” pela sigla do Estado em que reside ou indo presencialmente com a documentação pessoal até uma das unidades regionais do Ministério do Trabalho. As regras de elegibilidade são as mesmas do abono anterior.

Cotas PIS/Pasep

Aproximadamente R$ 23 bilhões estão esquecidos nas cotas do PIS/Pasep. O que também surpreende é o número de pessoas que podem sacar os recursos, mas não sabem: 10,5 milhões. O montante em questão se refere a um dinheiro do programa que já foi encerrado décadas atrás.

As cotas do PIS/Pasep são destinadas aos trabalhadores que atuaram formalmente entre os anos de 1971 e 1988. Muitos recursos possuem valores que ultrapassam facilmente os R$ 3 mil.

Com a extinção do fundo que cuidava do dinheiro, os saldos foram encaminhados ao FGTS. Portanto, é necessário acessar o aplicativo do programa para consultar se possui algum dinheiro esquecido. Em caso de falecimento do titular, herdeiros podem sacar no lugar. O prazo dado para o resgate vai até 31 de maio de 2025.

spot_img
spot_img
spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

+ Notícias

Nazaré das Farinhas: Monumento “Jesus de Nazaré” se encontra em precariedade; Assista

  Internautas e turistas enviaram para a redação do SAJ Notícias, fotos e vídeos que evidenciam a atual situação do...