24.5 C
Santo Antônio de Jesus
quarta-feira, 10 agosto, 2022

Auxílio Brasil de R$ 600: quando receberei o acréscimo de R$ 200? Saiba mais

Relacionados

Uma das novas medidas econômicas do presidente Jair Bolsonaro (PL) é aumentar o Auxílio Brasil em R$ 200. Com isso, o benefício de transferência de renda deve passar dos atuais R$ 400 para R$ 600 até o mês de dezembro de 2022. E a data de pagamento com o valor atualizado já foi estimada.

O desejo do presidente e de sua equipe é que o valor reajustado do programa entre em vigor a partir do mês de agosto. Além disso, a previsão é ampliar o quantitativo de famílias beneficiárias, que pode chegar a 19,8 milhões, zerando assim a fila do Auxílio Brasil.

Essa e outras medidas foram incluídas na chamada Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Combustíveis, que também propõe a ampliação do vale-gás, a criação do auxílio para caminhoneiros de R$ 1 mil, além do benefício para taxistas.

E para garantir a aprovação dessas medidas sem enfrentar os obstáculos das leis eleitoras, o intuito é decretar estado de emergência no país até dezembro. Neste caso, a partir de janeiro de 2023, o Auxílio Brasil retornará aos atuais R$ 400.

Para entrar em vigor, a proposta, que já foi aprovada no Senado Federal, aguarda o aval da Câmara dos Deputados. Ademais, para começar a valer, a medida também precisa ser promulgada.

Calendário Auxílio Brasil de 2022 – segundo semestre

Veja a seguir o calendário de repasses do benefícios para este mês:

Veja a seguir o calendário de repasses do benefícios para este mês:

Final do NIS Data de pagamento
1 18
2 19
3 20
4 21
5 22
6 25
7 26
8 27
9 28
0 29

Agora, confira as datas de pagamento a partir do mês de agosto até o último mês do ano:

Final do NIS Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
1 18 19 18 17 12
2 19 20 19 18 13
3 22 21 20 21 14
4 23 22 21 22 15
5 24 23 24 23 16
6 25 26 25 24 19
7 26 27 26 25 20
8 29 28 27 28 21
9 30 29 28 29 22
0 31 30 31 30 23

Quem pode receber o Auxílio Brasil?

Para ter direito ao Auxílio Brasil, a família deve estar inscrita no Cadastro Único (CadÚnico) e cumprir as seguintes condições:

  • Famílias em situação de pobreza, com renda entre R$ 105,01 a R$ 210 por pessoa da família;
  • Famílias em extrema pobreza, com renda de até R$ 105 por pessoa da família; e
  • Famílias em regra de emancipação, que é quando o beneficiário conquista um emprego com carteira assinada, mas que continua com o direito de receber o benefício caso a renda por família chegue a R$ 525.

As inscrições para fazer parte do banco de dados do governo acontecem nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) das prefeituras. Um pré-cadastro pode ser feito no aplicativo CadÚnico.

spot_img
spot_img
spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

+ Notícias

VÍDEO: Muita Folia e inauguração nos 60 anos de emancipação política da cidade de Muniz Ferreira

Nos dias 29, 30 e 31 de Julho, o Município de Muniz Ferreira conviveu com alegrias das comemorações dos...